Pesquisar este blog

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

E AGORA JOSÉ?!


Sábado assistimos ao filme TROPA DE ELITE 2. Pois é, eu sei que estou atrasada, mas aqui em casa é assim, bem difícil conseguir conciliar filho e filme.
Eu estou estarrecida, revoltada, mal humorada e desejando ir embora do Brasil pra nunca mais voltar. O filme é um documentário do que acontece diariamente no país. É impressionante como ele enfiou o dedo na ferida e abriu beeeeeeeeem o machucado pra vermos o sangue jorrar. E acredito em tudo que foi mostrado lá, aliás, devia ter nele a seguinte frase: baseado em fatos reais. Porque eu nuca vi tanta realidade num filme como vi nesse.
E sabe aquela frase chavão que costumamos usar em várias situações: "se fizermos a nossa parte as coisas vão melhorar" ? Ela não funciona para o sistema de segurança pública e pra política. Nesse caso, se fizermos a nossa parte, corremos o risco de levar uma bala "perdida" bem no meio das fuças pra não ter o risco de sobrevivermos. Eu simplesmente, ainda hoje, tenho vontade de não votar mais, afinal o meu voto não tem muita serventia, já que quem manda são os altos bandidos do poder, que está escancarado pra todo mundo ver, basta dar uma olhada na composição do Congresso da República. Quero arrumar as trouxas da minha família e sair em busca de algo melhor. Eu sei que não somos o único país do mundo a termos corruptos na polícia e na política, mas eu também sei que existem alguns lugares no mundo onde podemos viver em paz e saber que se ligarmos pra polícia ela irá nos proteger e não o contrário !!!
Agora eu entendo quando leio blogs de pessoas que foram embora do Brasil e é unânime a seguinte frase : "o que nos faz sair da nossa terra é o fato de não aguentarmos mais conviver com a violência".
Eu moro numa cidade pequena, cerca de 70 mil habitantes. Interior, pacata. Mas outro dia, uns bandidos passaram o dia todo monitorando uma casa, escondidos no mato, vendo a rotina da família e aguardando o melhor momento pra entrar em ação. Fizeram a família refém, houve perseguição policial, armas apontadas pra cabeça etc. No fim, tudo acabou bem. Mas se isso chegasse a acontecer na minha casa, com meus filhos, eu não sei como iria agir. Imagina o trauma pra uma criança da idade da Kiara passar por isso? E se fizerem algo de mal pra meus filhos? E se me matam ou matam meu marido na frente dos meus filhos? Sim, estou apavorada. E assistindo ao filme fiquei ainda mais, porque percebi que não temos pra onde correr. Esse foi só uma história de várias que já aconteceram por aqui.
Se eu morasse no Rio ou em São Paulo provavelmente já teria surtado. Não suporto
a ideia de permitir que meus filhos fiquem à mercê do perigo. Eu passaria os dias tentando protegê-los de todas as formas possíveis e imagináveis, e se algo acontecesse com eles, com certeza seria minha culpa por ter permitido que meus filhos vivessem num local de tanta criminalidade.
Estou sendo polemica. Muita gente vai me questionar, muita gente vai me mandar email me chamando de doida, mas não me importo, pode ser que eu seja mesmo.
Me perdoem se ofendi alguém, me perdoem se fui impulsiva demais, profunda demais, apavorada demais !!!

6 comentários:

Pri disse...

Olá Vivian, boa noite. Eu tenho acompanhado seu blog há algum tempo e tenho gostado do que vejo por aqui.
Você ao que se nota é uma mãe brilhante e uma esposa formidavél.
Parabéns pela linda família.
Essa é a primeira vez que lhe escrevo achei muito interressante sua forma de ver as coisas. E não se sinta culpdada por querer cuidar de sua familia afinal é o seu maior bem.
Quanto ao filme ainda não assisti, mas já me agrada por saber que fala a verdade, coisa não vemos todos os dias.
Venha me visitar quando tiver um tempinho, meu blog é um tanto fora do comum pois a idéia é falar de assuntos que a nossa Mídia comprada não fala na TV.
Beijosssss da Pri

http://olhandodoauto.blogspot.com/

Andrea e Maki disse...

Oi querida, quando eu assisti o Tropa de Elite 1 fiquei muito impressionada e revoltada, então não fiz questão de assistir o 2 porque imaginei que minha opinião será exatamente igual a sua e ficar com medo de sair e também de ficar em casa. Moramos vizinhas: eu, minha mãe e minha irmã temos portõezinhos de acesso de uma casa para outra e dias desses todo mundo em casa, minha irmã saiu para levar minha sobrinha na faculdade e entraram ladrões na casa dela e levaram até o fogão, acredita? ninguém viu, ela levou cerca de 40 min para voltar e foi aquele susto, daí a paranóia ronda nossas vidas por um bom tempo, pois os policiais nos disseram que com certeza ela estava sendo vigiada, estavam controlando suas saídas e seus horários.Agora temos medo de todo mundo , a vida está muito difícil,pois realmente NÃO temos segurança . Então como tenho uma filhinha de 6 anos assisto só filminhos da Barbie senão fico louca!!!! Beijão enorme para vc Andrea.

Fabiana disse...

Vivian,
Eu que estou atrasada, viu?!?kkkkk
Nem assisti ao primeiro filme, mas ouvi falar muito desse segundo filme.
Até pintou a oportunidade de assistir, mas como não vi o primeiro, fiquei com receio de não entender nada.
Agora, quanta a violência...
ela está aí, em todo lugar...
eu moro no interior de sampa, mas a violencia aqui está brava, já sou medrosa, e quando vejo algumas noticias, fica aquela mistura de revolta com medo, sabe?
Semana passada, teve um assalto a uma imobiliaria pertinho de casa, e há alguns dias atras, foi um estrupador que atacou uma moça que saiu para trabalhar as 6 da manhã, e o pior, que é tudo no bairro onde eu moro.
Mas sabe que a justiça aqui no Brasil não funciona mesmo!
Eles fazem isso, porque não há punição.
Hoje eles fazem, amanhã qdo cumpre uma parte da pena, já estão soltos.
E o que falar dos indutos de natal, dia das mães......é um absurdo!!!
No Japão, é tudo muito rigoroso, por isso a criminalidade lá é baixa.

beijos

Marly disse...

Olá, amiga,

Eu, então, estou atrasadíssima, pois ainda não vi este filme! Mas vou ver, claro! Acho ótimo que as feridas sejam expostas e cutucadas, penso que só assim poderemos começar a fazer alguma coisa a respeito delas. Eu não perco a esperança de ver as coisas mudarem, mas acho que isso só acontecerá quando deixarmos de ser tão passivos e alienados (refiro-me à nossa proverbial acomodação/indiferença e à eleição de certas figuras!).
Ah, sobre o post anterior, eu coloquei a minha primeira filha (eu tenho duas) na escolinha com dois anos e meio, Muitas vezes ela chegava dormindo na escola, por causa da leve trepidação do carro, que funcionava como um balançar de berço, rsrs. Eu ficava com o coração partido, ao deixá-la deitada num colchenetezinho, mas isso, pode crer, é muito melhor que deixar com certas babás ou empregadas.

Um beijo e boa tarde.

Anita disse...

Nem vi ainda o Tropa de Elite 2 porque moro no exterior e estou esperando que apareca no Youtube. Olha, meus pais sairam do Rio para ir morar no interior em 1978 pq meu pai foi transferido e eles deram gracas a Deus por achar a cidade perigosa, populosa e com grandes distancias. Mas o interior no Brasil tambem nao e' seguro nao ! Ate na casa de praia deles que tem menos de 8 mil habitantes ja foi assaltada.

お小遣い稼ぎ disse...

お小遣い稼ぎしてみませんか?副収入で安定した収入を得ることができます。自宅で手軽に出来るので空いた時間にお仕事することが可能です。副収入をお探しの方は一度御覧ください。