Pesquisar este blog

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

AMAMENTAÇÃO

momentos de muito prazer ao lado da minha princesinha
13 dias de vida


Vou tentar ser breve sobre o assunto. Mas tem muito o que se falar. E olha, já ouvi cada asneira a esse respeito que prefiro nem comentar.
Como sabem, Kiara nasceu prematura. Mas ela nasceu relativamente grande. Pesava 2,500 kg, emagreceu 200g no hospital e veio pra casa pesando 2,300 kg. É um tico de gente. No começo só minha mãe dava banho e trocava ela, eu não tinha coragem, mas 10 dias depois ela se foi e tive que enfrentar o medo de quebrar a minha filha, como sofri !!

Bom, a recomendação médica era pra amamentar "livre demanda" por causa do peso e durante a noite, se ela não acordasse, era pra acordá-la de 2h em 2h. Foi o que fizemos.

Eu tinha muito leite e ela nunca se recusou a mamar, mesmo que fossem só 10 minutos, mas mamava. Em 15 dias ela engordou 600 gramas. O médico não acreditava no que estava vendo. Pensou que tinham errado a anotação do peso dela na carteirinha. Ligou no hospital, pediu pra falar com a UTI neonatal e verificou o peso. Me parabenizou muito. Em 1 mês ela tinha engordado 1,500 kg, uma vitória pra todos nós. No segundo e no terceiro mês ela engordou 1,300 kg em cada mês. Ficou enoooooorme, gorducha e nem parecia aquela coisinha que tinha nascido tão frágil.

Aonde quero chegar com essa história? Por favor, amamente o seu filho no peito. Fico revoltada com mães que dizem ser horrível amamentar. Tenho uma amiga que na segunda semana tirou o filho do peito e deu mamadeira, pecado !!! Minha filha se desenvolveu muito. Nunca teve otite, nunca teve intestino preso, baixo peso, nunca necessitou de outra coisa até os 6 meses a não sei o meu peito.

É sofrido amamentar? Eu acho prazeroso. Mas sofri. Sofri porque não consegui tirar as mamadas noturnas. Nos primeiros meses era necessário e foi fundamental, mas depois de 4 meses ela estava gigante e não tinha mais o por quê ficar pendurada no peito durante a madrugada. Tentamos de tudo, eu e meu marido, que foi parceiro nas noites insones, mas a baixinha era persistente, abria o bocão se não desse o que ela estava pedindo.

Por causa disso, eu fui definhando. Só não entrei em depressão porque não tenho tendência . E olha, só desmamei a bezerrinha quando ela tinha 1 ano e 8 meses !!! Sofri !! Vida bandida !!! Não foi simples, aliás, foi traumático, não sei se pra ela, mas pra mim foi. Passou. Agora é a vez do Adriel. Claro que com ele vou agir bem diferente. Não vou negar o peito, mas vou dar o necessário para que tanto ele quanto eu sejamos felizes.

Eu costumava dizer que minha bebezinha olhava pra mim e enxergava uma vaca leiteira e não uma mãe. Meus seios ficavam doloridos, inchados, e depois que ela mamava eu tinha que esgotar o outro seio, porque ela não dava conta dos dois e se eu tentasse intercalar no meio da mamada, ela parava, não queria mais, se revoltava. Cheia de personalidade e tão pequena. Então a saída foi dar apenas um peito e esgotar o outro.

Na hora do banho, com a água quante caindo, o leite esguichava, era engraçado. Fiquei muito feliz. Por que? Bom, durante toda a gestação as pessoas me olhavam e comentavam admiradas " os seus seios não cresceram nada, você não vai amamentar". Um dia, depois de tanta asneira, liguei chorando pra minha mãe. Ela me tranquilizou dizendo que nunca teve seio e amamentou 5 filhos. Fiquei aliviada e não mais dei ouvidos a esses cometários absurdos. Minha mãe tinha razão. Se eu tivesse tido trigêmeos, teria amamentado todos com o meu próprio leite.

Então, pra quem está grávida, lembre-se: não ouça comentários negativos. Delete. A questão do leite não tem nada a ver com o tamanho dos seios. Digo isso de carteirinha, porque na mesma época em que engravidei, a minha vizinha também ficou grávida. A primeira coisa que apareceu nela foram os seios, eles chegavam 10 minutoss antes dela aos lugares, de tão grandes que ficaram. Acreditem, ela não teve leite. Eu sempre soube que o leite é produzido no cérebro e não nos peitos. Pra isso, a gestante tem que relaxar, se concentrar, não se incomodar, deletar coisas ruins e pensar apenas que terá leite suficiente pro seu bacurizinho e tem mais, pensar também que se não tiver leite, graças ao bom Deus, já existe complemento adequado. Dessa forma você desencana e vai produzir muito, como uma verdadeira vaca leiteira rs. Nunca esqueça de tomar água. Eu deixava ao lado da minha cama uma jarra de água e um pote de bolachas pra comer de madrugada. Bastava a Kiara pegar no peito pra minha boca secar. Outra coisa que tomei muito foi chá de funcho. Ainda no hospital minha sogra mandou uma térmica cheia de chá de raiz de funcho - segundo ela, fazia descer mais leite - eu tomei sem pestanejar, vai que ela estivesse com razão.

Bjks

33 comentários:

Cibelle disse...

Oi!!! Eu também tenho 3 filhos (7, 5 e 2) e amamentei os três até um ano... menina a gente ouve cada coisa absurda né? Eu acho que todo mundo quer dar umpalpite... "Eu acho que o neném tá com sede"... "Você já deu um chazinho para aliviar a colica?" Gente até o sexto mês é só peito, sem agua e sem chá nenhum... No primeiro mês da minha primeira filha ela não engordou muito, pois golfava e dormia no peito, acredita que me falaram que meu leite era fraco??? Não existe leite fraco!!! Mas graças a deus deu tudo certo e meus filhos hoje estão fortes e saudaveis. Amamentar é um momento único entre a mãe e o filho... e como você disse quando desmamamos acho que quem sofre mais é a gente, rsrsrs... Beijos e muita saúde para o seu menino que vai nascer!!!

EDUARDO POISL disse...

Meus parabéns para as duas, linda filha que Deus abençoe vocês duas.
Abraços

EDUARDO POISL disse...

Você sabia que crianças amamentadas ao peito até pelo menos 6 meses de vida têm maior resistência contra doenças da infância ?

Isso acontece porque o leite materno contém todos os nutrientes necessários para sozinho manter a criança forte e saudável até o 6º mês de vida.

Até essa idade a criança não necessita nem mesmo de água. Uma criança amamentada ao peito além de ter o seu sistema imunológico fortificado, ainda será no futuro uma criança mais feliz e segura, uma vez que contou com o calor materno e o carinho da amamentação durante esse periodo da vida.

Sem contar o fortalecimento dos músculos envolvidos no ato da amamentação, que darão suporte para uma boa formação dentária e para um bom desenvolvimento da fala.
Abraços

Sónia Alexandra disse...

Que menina mais linda...de facto ser mãe é um facto único. Beijinhos muito doces

brisa disse...

Super parabens pelo post! Eh isso mesmo. Tb amamentei (um menino e uma menina) por 9 e 14 meses. Tb tinha seios pequenos. Eh dificil pra algumas? sim. Dolorido (pelo menos no comeco): sim. Impossivel? claro que nao.

PARABENS!

Nela disse...

Vi, muitos parabéns pelo nascimento da sua linda bebé, k tenha muita saúde tanto a bebé como a Ví para a criar, e peço desculpa mas tenho andado com muito trabalho desde k regressei das férias.Tem razão nada melhor do k amamentar mesmo, principalmente quando se tem leite para o fazer, já basta quando não se tem mesmo.É complicado mas o melhor alimento k lhe podeos dar mesmo, e valem bem o nosso esforço, são os nossos tesouros.Felicidades e beijitos.

UMA CASA NO NORTE disse...

Parabéns! Realmente ser mãe é algo de único e que está dentro de nós. Tenho 2 filhotes e adorei ambas as gravidezes assim como tudo o que vei depois.
Beijinhos

Isabel Cristina disse...

OI Vivian, que saudades!! Vi a foto de sua nenem e achei que o bebê já tinha nascido! Depois vi que era a Kiara. Olha,no início a amamamentação para mim foi difícil, pois infelizmente o bico do meu seio rachou. Menina, confesso que quase desisti! Quando a ana mamava doía muito, de sair lágrimas nos meus olhos!!! Mas persisti, e depois de 15 dias, os seios começaram a sarar e eu pude desfrutar do prazer de amamentar! Como minha filha teve que frequentar escolinha desde os 4 meses ela logo largou o peito, com quase 07 meses. Eu queira que ela mamasse mais, mas não teve jeito. Menina, vc está linda nas fotos!! Não se preocupe, vc e o bebê estão sendo bem assistidos e com certeza vai dar tudo certo!! A segunda vez é mais tranquila. Eu, no final do ano, vou tentar novamente! Pois tive uma gravidez frustrada nas minhas férias. Mas não vou desistir! Beijinhos

Clau disse...

Vivian estou A-D-O-R-A-N-D-O passar por aqui...Linda a história de amamentação com a Kiara...

Olha eu quero muito muito amamentar no peito e sei sim q é muito psicológico pois tenho uma amiga q é adotiva e a mãe amamentou sim!
Eu tb fico super triste quando mães sizem não deu pra amamentar!

Olha em cmpensação com meus peitos eu nunca tive, mas agora estou 3X maiores... estou adorando...

Beijocas e ótimo diia pra vcs!
Clau

Verena disse...

Vivian, sou muito suspeita para falar de amamentação. Acompanhei a gravidez da minha mãe (o bebê era a minha irmã mais nova), pois já tinha 8 anos e adorava ver toda a preparação para a chegada do bebê. Só para ter uma idéia, foi parto normalíssimo e em casa! Esse foi um grande exemplo. Quando engravidei fiquei super tranquila e sabia que era uma coisa linda e normal. Tudo maravilhoso, meu pequeno nasceu e demorou um pouco para conseguir mamar...uns 3 dias...mas não desisti, nada de mamadeira ou algo para acalmar...só peito! Amamentei até 1ano! E não concordo com essa coisa de deixar a criança mamar livremente, a hora que quiser...não há necessidade. Eles ficam brincando com o peito e pensando que é chupeta. O que acontece é que não mamam o suficiente, nunca estão satisfeitos e aí vira uma escravidão. Amamamentei de 3 em 3 horas, também durante a noite até ele crescer mais um pouco e está lindo, forte, saudável e muito feliz!
Um beijo e muita sorte com o bebê que vai chegar!

ameixa seca disse...

Eu conheço muita mulher de mamas enormes que nunca tiveram leite para os filhos e a maioria que tem mamas pequenas amamentaram com fartura :) Tal como em tudo... o tamanho não quer dizer nada e também acho um absurdo as mães não quererem amamentar os bebés só porque acham que vão ficar com as mamas feias!
Fazes muito bem :)

Talita disse...

Oi Vivian! Eu amei seu post! Apesar de já ter um filho "grande" e não estar grávida, amo esses assuntos! Eu fiquei com tanto medo de não ter leite que passei minha gravidez inteirinha pedindo a Deus que me desse bastante leite! Resultado: Tive leite demais!!! Meu seio não rachou, não empedrou e nem doeu! Parecia que eu já fazia isso (amamentar) há anos! Meu bebê ganhou no 1º e 2º mês 2kg/mês. Pra vc ter uma idéia ele cresceu no 1º mês 9cm!! E só no peito!! Acontece que ele mamava até se fartar e meu peito continuava cheio. Eu tinha que tirar o leite e jogar fora. Então descobri que podia doar. Entrei em contato com o banco de leite e eles iam uma vez por semana buscar os vidros de leite congelado. Amamentei o João Pedro (e mais algumas crianças) até 1 ano e 5 meses. É impressionante como protege... eu vejo crianças por aí com 3,4 meses até com pneumonia, enquanto o João ficou doente a primeira vez aos 9 meses com rotavírus. Sem dúvida nenhuma essa é a melhor demonstração de amor e troca de carinho com seu filho!
E tem mais, ele só mamou de madrugada até 3 meses, depois passou a dormir a noite inteirinha! Fui uma mãe muito sortuda!rsrsrs
Beijinhos

Aline SC disse...

Me ví no seu post...
Minha filha nasceu com 2,480 kg e em quinze dias engordou 500 gramas também... Ela tem um ano e tres meses e ainda mama. A mamada noturna ainda é rotina, ela acorda uma três vezes pedindo... Mas ao contrario da Kiara, hoje ela está a um pouco abaixo do peso. Come bem, já fizemos um monte de exames, e nada! Chegamos à conclusão que ela gasta muita energia mesmo!
Amamentar é tudo de bom!
Beijos.
Aline-SC

dona perfeitinha disse...

Oi, Vivian!
Postagem maravilhosa essa. Experiências como a sua, principalmente, devem ser contadas. E como você mesmo disse, quando estamos esperando um bebê temos que deletar tudo de ruim, não deixar nada nos afetar pro mal e esperar. Se não tivermos leite, graças a Deus, temos bons complementos no mercado e, como nos lembrou minha chará logo acima, existem pessoas maravilhosas que doam leite para bancos de leite e ajudam outras criancinhas.
Você foi uma mãe incrível e seguiu tão bem as recomendações do médico que duvido que quem conheça a Kiara possa dizer que ela nasceu um pouquinho prematura. Sua pequena é muito linda!

Um beijo grande,
Talita.

Clau disse...

Vivian, obrigada mesmo pelas dicas. Acredita q desde o inicio eu pensava a mesma coisa sobre lenço umedecido? Tb comprei 15 fraldas de pano ( q já estão na costureira) algumas mandei cortar em 4, outras em dois, olha flor agora q vi q vc tb faz assim e que dá certo, vou fazer!

Fraldas tb, imagina se não usar e ter q colocar tudo no lixo... ai ai ai...

Obs: mas tudo aquilo, ou 90% foi presente mesmo... rsrsr

beijoca

Clau disse...

Vivian, obrigada mesmo pelas dicas. Acredita q desde o inicio eu pensava a mesma coisa sobre lenço umedecido? Tb comprei 15 fraldas de pano ( q já estão na costureira) algumas mandei cortar em 4, outras em dois, olha flor agora q vi q vc tb faz assim e que dá certo, vou fazer!

Fraldas tb, imagina se não usar e ter q colocar tudo no lixo... ai ai ai...

Obs: mas tudo aquilo, ou 90% foi presente mesmo... rsrsr

beijoca

Elen disse...

Pois eu sou o lado inverso da história, parecia uma vaca leiteira de tanto q os peitos cresceram mas nunca tive leite.

O leite q tinha dava apenas pra 2 ou 3 mamadas pra pequena, nas demais não saia nada... tentei de tudo, tomar cerveja preta, tomar remedio e nada, nada...

o médico justificou q foi por causa de várias medicações q tive q tomar por causa da grave alergia q tive logo após tomar a anestesia...

não sei se foi isso, mas chorei por não ter conseguido amamentar...

se ficar grávida novamente, tentarei de novo...

abraços cheirosos

Vívian Freitas disse...

Oi minha chará linda!!!

Adorei seu post! Sou híper a favor da amamentação. Adorava ver minha filhinha, era um momento único. Sinto saudades até hoje. E realmente isso está na cabeça, e não nos seios. Na minha gravidez ouvia cada coisa, que se parasse para pensar enlouqueceria. Não sei porque, mas as pessoas adoram contar histórias tristes para grávidas! Tenho uma raiva disso...

Beijão para vc e para o baby e para Kyara.

PS: Tem um selinho no blog para vc!

Ge Rocha disse...

Eu só tenho uma coisa a dizer, AMAMENTAR É TUUUUUUUUUUUDOOO DE BOM! AMEI!

Cris Ventura disse...

Oi Vivan! Lindo e inspirador post! Todo mundo fala muito, mas amamentar é muito importante. Eu sofri com essa historia do bebê ter que engordar nos primeiros meses, mas não desitimos e encontramos um ritmo e foi tudo de bom! Ah, as fotos estão lindíssimas, maravilhosas! Muitas bênçãos para você e sua família! beijos!

angela disse...

fotos lindas, parabens pelo post. bjs

POPI by Paula disse...

Amiga!!!
Q baby mais lindooo!!!!
eu amamentei a Minha primeira filha, Mariana, até os 6 meses...meu leite não veio e ela era gulosa....tive q passar para a mamadeira....em compensação o Davi foi um escândalo, dei de mamar até 1 ano e 9 meses...
Mas depois pensando bem, acho q exagerei!!!!
Bjus amadinha
Paula

Clau disse...

Olá mamãe linda!
E ai como estão??? Tudo certinho?
Usei teu comentário para esclarecer sobre as fraldas...
Beijoca

clau

Juliana! disse...

Oi Vivi, que lindo o seu relato da amamentação da Kiara! Você é uma guerreira mesmo. Imagino como deve ser difícil mas todos sabemos que amamentação só traz benefícios. Parabéns!
Pois é menina, estamos com o mesmo tempo de gestação, e o meu baby também é um menininho. Estou tão imersa no mundinho dele que ando meio sumida na blogsfera. As injeções de corticóide não me foram receitadas ainda mas vou esperar p/ ver. Minha obstetra disse para eu ficar tranquila, estou tentando ao máximo relaxar e não pensar na placenta. rsrsrs...
Bjs

Hellen Gomes disse...

Nossa que historia
coisas que só uma mãe pode compreender.

Martina disse...

Vivian!!!
Que saudades, nunca mais tinha passado por aqui!
Menina, você está linda, não engordou nada, só tem a barriguinha mesmo!
Adorei esse post sobre amamentação, me fez relembrar todo o ano passado e a amamentação do meu Gustavo!
Amamentar é o melhor presente de todos depois do bebê, ver seu filho crescendo e engordando a cada dia, é realmente lindo!
Eu amamentei exclusivamente o Guga com peito até os seis meses, depois eu comecei a intercalar com Nan, suquinhos e papinhas, e então com 8 meses meu leite começou a diminuir e ele mesmo foi parando. O Guga foi ficar gripadinho pela primeira vez depois de um aninho só, ele é super saudável, forte, não teve cólica nenhuma (mas eu me cuidei muito na alimentação enquanto amamentava - nada de chocolate, camarão, refrigerante e condimentos fortes), e fora que é a melhor maneira da mulher voltar ao peso normal né? Enfim, dar de mamar é PERFEITO!
Desejo tudo que há de melhor pra esse menininho lindo que vai nascer!
Ah, e o enfeite de maternidade do Adriel? lembro que vc comentou em um post no meu blog!

Beijões!

florzinha Tá disse...

OI ViVian...
Como esta.... e o Baby....
Menina acho que alem da gravidez algo que mais sonhei na vida de como seria estar gravida e viver todos os turbilhos ... Amamentar foi a melhor ..... mesmo com sono, com dor,muito cansada era prazeroso D+ ... Amava ver eles se esbaldando .. Todo intrege a minha prateção e ao meu carinho..... Boquinha vazando de leite.....soninho de canto de olho... Ai era muito bom ;;;
QUando vejo eles ja metinhos a fazer tudo sozinho sinto muito falta ..... Daquela necessidade de mim..... snif snif....
Dei de mamar ate 1 e 6meses.... e nunca tiveram nenhuma doença....
Beijokas..... E bom final de semana

Donna Fernanda disse...

Prcesinha é apelido, né???
Que fofaaaa!!! Vontade de esmagar!!!
Querida, tem recebido meus e-mails??
Beijão e aproveita o fíndi... com sua princesinha master!! hehehhe

Vicentina disse...

Vivian
Muito bom seu post sobre a amamentação, tive 3 filhos os dois primeiros amamentei 6 meses, tive que tirar porque trabalhava fora. A caçula já amamentei 1 ano e meio.
Foi muito bom pra mim e pra ela hoje é uma moça muito bonita e forte. Não arrependo hora nenhuma de ter amamentado bastante meus 3 filhos.
VÁ EM FRENTE...
Bjs

Marcia Rosa disse...

Olá Vivian, tenho duas meninas, de 13 e 5 anos. Ambas amamentei até um ano e uns 3 meses...Sofri na primeira por não ter leite nos primeiros dias, o seio rachar e eu chorar de dor, mas não desisti! Tbém tenho seios pequenos mas o leite esguichava...Sabe, durante algum tempo temos noites mal dormidas, mas hoje não me arrependo de nada. Tudo passa, é temporário. Faz parte da maternidade. Amamentar é tudo:saúde, ligação forte com seu filho e economia no bolso.
bjs

Titiça Neder disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Titiça Neder disse...

Lendo seu post me lembrei o quanto sofri e me senti impotente como mãe por não poder amamentar meus filhos, tenho 4 filhos, 13, 8,7 e um que ainda chegará em Novembro, se Deus quiser.

Bem, fiz uma redução de mama a 26 anos, e não pude amamentar, fiz de tudo, chorava com os 2 primeiros no peito, era dia e noite tentando, até perceber que realmente não tinha mais o que fazer, e escutar o pediatra dizer que estavam perdendo peso e passando fome, que tristeza! Já o 3º nem tentei, o meu médico e a pediatra já deixaram claro que era pra entrar com o leite em pó de uma vez. Também não entrei em depessão pois não tenho tendência, mas é frustrante.
Graças à Deus meus filhos apesar de não terem sido amamentados, foram e são crianças muito saudáveis, o pequeno que chega em breve também vai direto pro leite em pó, mas hoje não me sinto mais culpada.Lembro bem das palavras da pediatra " Você não é menos mãe por não ter leite", na hora, a 13 anos atraz, essas palavras não me consolaram muito , mas com o passar do tempo, realmente me trouxeram alento!

Agora uma mãe que tem leite e não quer amamentar? Realmente não dá pra enteder!

Deus abençõe você e sua linda família.

Patrícia

Evelyn disse...

Mas na foto seus seios parecem grandes! Os meus são bem pequenos, devo me preocupar?