Pesquisar este blog

domingo, 10 de abril de 2011

O QUE TE FAZ FELIZ?


Felicidade é algo subjetivo, que cada pessoa sente de forma diferente, assim como o amor, não tem como mensurar. Pra mim, felicidade é acima de tudo ver meus filhos bem.

Chegamos de viagem na segunda, meia noite. Kiara nos esperava ansiosa, Adriel já estava dormindo. Depois de abertos os presentes, de contar as novidades fomos pro quarto. Era mais de 1h da manhã e Adriel chora no berço. Fui acalmá-lo. Quando ele percebeu que era eu, vocês não vão acreditar, mas o menino ficou doido, falava mamãe, mamãe, mamãe. Me emocionei. Quando viu o Iri, se jogou no colo do papai, aí ficou passando do meu colo pro dele o tempo inteiro, sem saber com quem ficar, coisa mais amada. No meio dessa confusão de sentimentos percebi que o pequeno estava febril. Dei homeopatia por alguns minutos e entrei com o Alivium. Na terça formos cedo pro pediatra. Antibiótico. Ouvido e garganta.

Na quarta foi a vez da Kiara. Peguei ela na escola pra ir pra natação. Chegamos lá e ela não conseguiu nem descer do carro. Corremos pro pediatra e: antibiótico. Ouvido e garganta.

Aqui na minha cidade a temperatura oscila muito durante o dia. Amanhece frio, esquenta horrores e cai a temperatura no fim do dia. Coisa de mais de 10 graus da hora que acordamos até a hora de dormir. E as crianças não aguentam esse baque todo. Eu acredito ser esse o motivo de ficarem tão doentes. Dou vitamina C, faço homeopatia, cuido com gelado, vento, piscina, não andam descalços, ou seja, se fosse por falta de cuidado até se justificaria, mas somos bem cuidadosos e eles mesmo assim vivem com garganta inflamada.

Pra nós, mães e pais, é terrível ver as crianças doentinhas, parece que falhamos em algo, que somos incapazes de cuidar, sei lá, me sinto muito mal cada vez que vejo um deles com o nariz escorrendo ou tossindo. Mas é assim, rezo pra que cresçam logo e que pare essa rotina de pediatra.

A nossa felicidade é ver o sorriso no rosto dos dois. É vê-los dormindo bem, é poder dar um sorvete sem ficar com a neura da garganta inflamada no dia seguinte.

Só hoje, depois de ser mãe de dois que entendo a frase: ser mãe é padecer no paraiso.

Bjssssssss

13 comentários:

Mayara disse...

Oi Vivian. Não tenho filhos por enquanto, mas penso que deve ser super normal essas febres, e dores de garganta, ainda mais com o clima da sua cidade. Espero que seus filhos melhorem rápido. Um beijinho.

Izis Borck disse...

Oi, obrigada pelo seu carinho.
Beijocas

Ana Carla Benet disse...

É amiga, o pediatra de Gabi disse que na escola eles trocam muitos vírus e bactérias (nem todas as mães têm o cuidado que temos). Mas ele disse que isso é bom, pois as crianças tornam-se adultos mais fortes !

Se é assim, então tá. rssrsrsrs

Bjs e melhoras pra todos
:o)

Vicentina disse...

Olá Vivian que fofos estão Adriel e Kiara.
Como vc disse queremos mesmo ver nossos filhos muito bem, e acredite isto é pra sempre.
Tenho um filho de 40a um de 37a e uma de 33a, preocupamos com eles do mesmo jeito, parece até que não cresceram rsrs.
Mas criança é assim mesmo aqui comigo aconteceu a mesma coisa, sempre tinha um com alguma coizinha. Mas passa.

Bjs e Bom Fim de Domingo

Fernanda Reali disse...

Que bom que era só garganta. Nestes tempos de dengue e rotavirus, isso é lucro!

Sabe que NUNCA viajei sem meus filhos, nunca dormi uma noite longe deles? Sei que estou errada, mas não consigo. Onde vou, arrasto a tropa.

Que bom que vocês conseguiram se dar um tempinho a dois.

beijoooo

MaBe! disse...

Olá, Viviam!
Eu ainda não tenho filhos, mas imagino a agonia que deve ser vê-los assim...
Minha cunhada, casada com o irmão do meu marido, sofre com isso, com esses mesmos questionamentos que tu fez e nossa cidade é igual no clima. Vai vê é isso mesmo.
Tadinhos dos meninos, 2 e 7 aninhos, vivem dodóis da garganta tbm.
Dá uma peninha... Melhoras é o que desejo! Deus abençoe.

Bjos

|MaBe|

Carol disse...

Filhos são tesouros da felicidade e vê-los doentinhos é ruim demais. Passei maus bocados com minha filha, mas passou, graças a Deus, e o que eu desejo sempre é muita saúde, amor e felicidade em todos os sentidos.
Melhoras para os seus bebês.
Beijos

Anônimo disse...

é minha filha....larga teus filhos e vai bater perna por aí....
isso é tudo psicológico.

Fabiana disse...

Vivian,
Fiquei aqui imaginando a cena o reencontro de vocês....kkkk
ah, claro que a melhor parte foi do Adriel se surpreendendo com você, coisa fofa!
Puxa amiga, mesmo com tantos cuidados antes da viagem, não teve jeito, né?
mas é assim, mesmo....aqui apesar das guloseimas, estou sempre fazendo coisas nutritivas para eles, fazendo eles beberem muita agua, etc...mas essa semana meu filho ficou gripado.
E agora o cuidado é dobrado, para não passar para a minha filha.
Mãe é tudo igual mesmo!
beijos e melhoras para os pequenos

Lia disse...

Não tem nada como filhos ... dão um trabalho danado mas também é nossa maior alegria.

martinha disse...

seus filhos são lindos, tenho certeza que logo logo eles estarão bem, beijo e té+

Veronica Kraemer disse...

Vi querida, mas são uns fofos o Adriel e Kiara, que a cada dia que passa se parece mais contigo, xerox!
Vi, você já pensou que pode ter um fundo emocinal nestas doenças, pelo fato de vocês terem viajado?
Amiga, a parte de serralheria uma pessoa faz pra mim, mas pra te enviar fica muuuuuuuuuuito caro, acho que nem compensa, tendo em vista o preço das transportadoras...
Procura um serralheiro por aí e pede pra ele, leva fotos e tal, quem sabe você não consegue?
Qualquer coisa me escreve, se você souber de alguém que vem pra cá, enfim...
Beijosssssssssss
Vero

Anônimo disse...

Você não acha que está faltando uma mãe para essas crianças???
Sintomas típicos de abandono!