Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de junho de 2011

NATAL - RN
















Voltar pra casa é bom, mas viajar é ótimo !!!

Natal foi um planejamento diferente. Sempre que viajamos eu organizo tudo nos mínimos detalhes sobre o que vamos visitar no destino. Mas como em Natal eu "tinha" uma amiga que não me deixou planejar dizendo assim: "não esquente, venha pra cá que serei a guia de vocês". Eu relaxei e ... me ferrei. A minha amiga guia simplesmente não apareceu. Tive que planejar lá mesmo, na correria e porcausa disso, deixei duas praias maravilhosas para trás: GENIPABU E PIPA. Teremos que voltar, pois acho muito importante conhecer esses 2 lugares em Natal.

Vou começar pelo hotel, SERHS, que nos hospedamos.

O quarto era uma suíte junior, adoramos, tinha 2 banheiros, banheira para as crianças, 2 camas de casal no quarto e na sala um sofá cama de casal. Mega espaçoso. Até onde eu sei, todos os quartos desse hotel têm vista pro mar. Ponto alto do quarto: espaço. Ponto negativo: a tv de lcd ficava num canto, onde apenas uma das camas tinha visão, quem estava deitado na cama próxima ao banheiro não conseguia ver a tv. Quem viaja com criança, é bom lembrar no momento da reserva, de pedir pra ficar próximo à copa do bebê, que no nosso caso ficava 1 andar abaixo, ao lado do elevador.

Clubinho: grande porém sem atrativos. O local fica fechado o tempo inteiro e com o ar ligado. Cheira a mofo. A frente é toda de vidro, mas puseram um adesivo escuro e a sala fica na penumbra. A equipe de recreação é fraca.

Piscinas: são gigantescas. Têm escorregadores que ligam uma piscina a outra, onde adultos e crianças descem numa boa. As piscinas infantis são muito boas, com 20 ou 30cm de profundidade, o que me deu muita segurança de largar o Adriel. Tem a piscina com uma profundidade de uns 60cm também, o que fez a alegria da Kiara, e a piscina adulto não passa dos 80cm de profundidade.

Na semana da nossa hospedagem o hotel contava com apenas 20% da ocupação. Estava às moscas e a piscina era toda nossa, parecia que estávamos em uma praia particular cercados de pessoas para nos servir. Com certeza esse foi o ponto alto.

Praia do hotel: areia grossa, ondas fortes, imprópria para crianças. Descíamos todos os dias para a praia, logo após o café da manhã, que é o melhor horário. De tarde, a maré sobe e fica quase impossível entrar no mar. O Serhs fica entre o Pestana e o Ocean, ambos muito bons hotéis. Entre esses hotéis não existe nada (barracas de praia, vendedores ambulantes, vida). Se hospedando num desses hotéis você fica obrigado a comer o que ele oferece, não dá pra variar, pelo menos se ficar nas dependências. Da próxima vez, escolheremos um hotel em Ponta Negra, porque essa via costeira não agradou. Eu recomendaria os hotéis da Via Costeira para aquela pessoa que está muito estressada e precisa de paz. Não quer sair, não quer ver gente, movimento, agito, nada. Caso contrário, não irão gostar.


Comer no hotel: sempre que estou planejando uma viagem procuro no orkut e no Booking.com o destino que escolhi para ver os comentários de quem já foi. Todos os comentários eram iguais. Diziam que além de ruim, a comida do hotel era cara. Paguei pra ver. E agora faço coro com essas pessoas. Pedi um peixe no meu primeiro dia, que tenho certeza absoluta que ele estava congelado a mais de 3 meses. Sei disso porque já tentei fazer peixe velho aqui em casa e o gosto era o mesmo do peixe que comi lá. Reclamei, mas mesmo assim o peixe estava na minha conta no dia do check out. Preço? quase 50 reais prato individual. Pasmem. É impressionante como não conseguem fazer nem uma batata frita decente. Acho que era frita com óleo velho, tinha gosto rançoso. Portanto, definitivamente, é necessário sair do hotel para ter uma boa refeição. Tentamos almoçar no sábado, era feijoada, mas também não estava boa. A pizza que pedimos uma noite era gostosa, mas marido pôs defeito, então nesse prato os votos estão empatados.

Uma coisa que eu odiei imensamente no hotel foi o fato da internet ser cobrada. Eles têm a petulância de cobrar 0,50 centavos o minuto da internet. Eu fico louca com essas coisas, ainda mais na situação que nos encontramos que precisamos preparar nosso roteiro lá mesmo, encima da hora a internet é fundamental e a facada foi fatal. Meu celular é tão simples que nem conta com esse recurso, o smarthphone do marido estava péssimo, caía a conexão o tempo inteiro, eu simplesmente tive uma crise de abstinência internética.

Café da manhã: eu amo café da manhã em hotel. Se for no nordeste melhor ainda, pois sempre tem a tapioca, o suco de cajá, o cuzcuz e o pão doce. E se tem uma coisa que faz esse hotel ser 5 estrelas, com certeza é o café da manhã. São 4 buffets. Tem o mais natureba, com iogurtes, cereais e sementes em geral. Tem o engordativo com ovos mexidos, ovos cozidos, ovos estalados, bacon etc etc etc. Tem o buffet de comidas típicas que são bolo de aipim, cuzcuz e mais umas outras coisas que eu desconheço. Tem o buffet só de bebidas, com muitos sucos diferentes e bem gostosos, e tem o melhor de todos, a ilha onde fazer tapioca. Só não gostei que cada dia era um funcionário diferente que fazia as tapiocas e teve 2 dias que elas foram mal feitas. Fora isso, eu sempre pedia de entrada 2 tapiocas, uma de queijo coalho e outra de leite condensado com coco, magnífico !!!!

Babá: quando fizemos o check inn pedimos à recepção se eles ofereciam o serviço de babá. Algumas horas depois a moça já estava a nossa espera para conversarmos. Eu indico de olhos fechados. O nome dela é Gil, quem quiser eu passo o telefone. Ela trabalha no Serhs e no Pestana há 6 anos. Era bem conhecida por todos ali no hotel. E como fizemos amizade com outras famílias, pedimos que as pessoas dessem uma espiada na forma como ela agia com Adriel nos momentos que estávamos longe. Nós, sempre que viajamos com as crianças sentimos a necessidade de contratar alguém para nos ajudar nos cuidados com o Adriel (a Kiara participa da recreação ou fica conosco, não dá trabalho algum) pois ele tem horários de comer e dormir, também existe o fato do sol naquele pele alva e os passeios que não cabem uma criança tão pequenina. E como precisamos descansar, é fundamental ter alguém para nos ajudar. Até agora eu não tive surpresas ruins, as moças são sempre bem preparadas e experientes.

Papparazzi: no Serhs tem uma equipe de fotógrafos que te perseguem, são intitulados de Papparazzis, te oferecem o serviço e não contam o preço. Dizem que no final é você quem manda, paga o quanto quiser. Acabei deixando eles fazerem nossas fotos e deixei pro dia de vir embora a negociação. Como tínhamos alguns passeios para fazer pela cidade deixei de agendar com eles uma seção de fotos oficial, posada e arrumadinha, mas mesmo assim amei todas as fotos que fizeram da gente e mais importante, conseguimos algumas fotos em família, coisa rara de acontecer. Vale a pena pegar as fotos com eles, mas se organize e marque uma seção mais séria, coisa que não fizemos.

Conclusão geral: o hotel é lindo. Tem um nascer do sol maravilhoso (acorde cedo, vá pra sacada do quarto, o sol nasce antes das 6h da manhã), as piscinas são ótimas. Possui 4 restaurantes não recomendados. O bar da piscina faz ótimas caipiras, mas pare por aí. Claro que se a fome bater você irá se obrigar a pedir uma carne de sol, um sanduiche ou um camarão frito, mas todos de qualidade baixa. A equipe de fotógrafos faz lindas fotos, o café da manhã é a melhor coisa que o hotel oferece. Depois volto com mais histórias de Natal.
Beijusssssssss

7 comentários:

martinha disse...

Olá Vivian tudo bem? Eu e meu esposo adoramos Natal/RN, passamos nossa lua de mel em Natal, em tebembro de 2009, ficamos no Hotel Esmeralda e gostamos muito, o café da manhã é muito bom e a comida tb, e o pessoa que lá trabalha são muito educados e simpaticos. Olha quanto as prais que vc citou que não visitou creio que Genipabu é uma boa pedida, mas pipa deixou a desejar, não sei se é porque já tinhamos ouvido falar muito nela então estavamos esperando muito e lá a expectativa talvez tenha sido maior. Beijo, boa semana e té+

gamela presentes disse...

Oi Vivian, adorei as dicas.
No final o saldo foi positivo, né?
É duro contar com uma pessoa para dar aquela assessoria e na hora, ela furar, ninguém merece.
Comer mal e pagar caro, achei o fim e cobrar pela internet, muita exploração.
Beijocas.

Fátima.

Mari Hart disse...

Ai que mááááximo!!!!!!! Sou doida pra conhecer essas bandas, minha vózinha era de RN! Foi tudo de bom pelo visto né?! Me diz que tinha um vidro ali na frente daquela penúltima foto, por favor! uhauhauhhuaa...

Bjão!

Ahh...ontem fiz escondidinho e lembrei de quem?! Vc, claro! rs!

Kelly Pereira disse...

Eu tbm tenho loucura para conhecer o Nordeste, nunca fomos para la, acredito que nao faltara oportunidades. Olha so, agosto estamos indo para Miami? Nao querem dar uma esticadinha por la nao? Beijocas

Débora disse...

Olá Vivian,

Natal é lindo! Adorei quando fui para lá, fiquei 2 semanas.Pipa é uma bofura.O hotel que vc ficou é muito lindão, fazia caminhada e passava por lá.
Eh uma ótima viagem, eu também recomendo!

Bjos.

Julio turisticamente correto disse...

Eu estive em Natal no mês passado, adorei a cidade, fiquei no Imirá Plaza, pertinho do Serhs, adoro a cidade! Fiquei lá um dia só e estou querendo ir para ficar uns dias.

Parabéns pelo blog! Vou passar sempre por aqui. me visita lá também.
http://turisticamentecorreto.blogspot.com/

beijo

Fabiana disse...

Vivian,
Saudades imensa de blogar..kkkkkk
Bom, mas tem coisa melhor que ter mais tempo para visitar os blogs amigos e ver tantas fotos maravilhosas e dicas incriveis?
Quando alguma amiga ou parente, quiser dicas sobre viagens e lugares, não tenho dúvida, indicarei o seu.
Adorei o hotel.
Uma pena que não tenha planejado as visitas aquelas praias maravilhosas, e justo você, que sempre pesquisa e organiza tudo com detalhes, por causa dos filhos....
mas com certeza, breve verei as fotos dessas praias maravilhosas por aqui.
beijos e um ótimo domingo